Aconteceu
UM MERGULHO NO CASTELO DA LOUSA
Dia Internacional dos Monumentos e Sítios
16 abril 2011
-

Neste ano, o tema elegido pelo ICOMOS para o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios foi 'Água: cultura e património'. O Museu da Luz, plantado junto ao lago Alqueva, promoveu no dia 16 de Abril o primeiro mergulho de observação do castelo romano da Lousa, Monumento Nacional submerso pelas águas de Alqueva em 2002...

Erguido no alto de uma escarpa em posição dominante sobre o rio Guadiana, cuja travessia vigiava, o Castelo da Lousa é uma edificação de planta aproximadamente quadrangular e em aparelho de xisto - material abundante na região. Com muros exteriores de 2 metros de espessura, o interior é compartimentado e desenvolve-se em redor de um pátio central.

O edifício principal implantava-se num promontório rochoso sobre a margem esquerda do rio, delimitado a este e a oeste por duas ribeiras que definiam vertentes acentuadas em redor do monumento. Este sítio arqueológico da época romana está datado entre o século I a.C. e o século I d.C. e a sua função permanece indefinida.

Antes da submersão pela barragem de Alqueva, e como medida de proteção e prevenção de impactes, o monumento foi coberto com uma 'carapaça' de sacos de areia e de betão.
No Museu da Luz, expõe-se um lararium (altar votivo às divindidades associadas à proteção doméstica) proveniente do Castelo.

As fotografias e filmagens feitas durante o mergulho, realizado no dia 16 de abril, mostram que o estado de conservação do castelo da Lousa era, no momento, muito satisfatório.
Fotografias do mergulho

- - - - -